SQL Server: Licenciamento SQL Server 2012

Vários clientes tem que questionado à respeito das regras de licenciamento do SQL Server. Como o assunto pode se prolongar, vou tentar simplificar o máximo possível e neste post focar no SQL Server 2012 e em servidores físicos (Farei outro post para falar apenas de servidores virtualizados).

Caso tenha dúvidas adicionais, ou queira se aprofundar nas novas regras de licenciamento, recomendo consultar os links a seguir:

MicrosoftProductUseRights(WW)(Portuguese (Brazil))(April2012)

http://www.microsoft.com/sqlserver/en/us/get-sql-server/licensing.aspx

 

Antes de mais nada, cabe aqui algumas mudanças do 2012 em relação às versões anteriores:

1) O mesmo está disponível nas seguintes edições principais: Enterprise, Business Inteligence e Standard;

2) As edições Datacenter, Workgroup e Small Business foram retiradas;

3) A edição WEB continua, porém, em um novo tipo de Licenciamento chamado SPLA;

 

Então vamos lá.

Existem basicamente duas formas de licenciamento no banco de dados SQL Server. Pode-se licenciar por CORE ou por CAL.

LICENCIAMENTO POR CORE

Por core é simples: deve-se adquirir uma licença para cada núcleo presente no servidor, considerando que existe uma regra de no mínimo 4 licenças de core para cada processador físico. Geralmente servidores com acesso à internet, ou quando não é preciso determinar quais usuários irão acessá-lo, devem ser licenciados por processador, pois neste tipo de licenciamento o número de usuários para acesso é ilimitado (só esta restrito à capacidade de processamento do servidor onde a base estará instalada). Cuidado: neste caso TODOS os cores da máquina onde o SQL Server estará instalado, devem ser licenciados.

A versão Enterprise é apenas comercializada neste modelo.

Dúvidas comuns:

* Se o servidor tiver dois processadores e eu limitar o SQL Server para usar apenas 1 (affinity), posso adquirir apenas 1 licença ? NÃO. Tem que adquirir 1 licença para cada núcleo que estiver instalado no servidor (sendo o mínimo de 4 cores por processador físico).

LICENCIAMENTO POR SERVIDOR/CAL

Por servidor existem algumas regras: deve-se adquirir uma licença para cada servidor que for instalado + o número de CALs (Client Access Licence) de acesso que serão liberadas. Por exemplo. Caso o servidor seja acessado por 30 usuários, então, deve-se adquirir uma licença para o Servidor + 30 CALs de acesso para estes usuários.

Como o SQL Server controla estes limites de acesso ? Ele não controla. A Microsoft confia que o cliente fará o licenciamento da forma correta.

Existem dois tipos de CAL. Uma que é por dispositivo e outra que é por usuário.

A licença por dispositivo é usada quando um mesmo dispositivo é usado por vários usuários diferentes. Por exemplo: em um Call Center com vários turnos. Neste caso, pode-se licenciar 1 CAL para cada dispositivo do Call Center.

A licença por usuário e usada quando um mesmo usuário acessa o banco usando dispositivos diferentes. Por exemplo o mesmo possui micro, notebook, smartphone e todos acessam o banco de dados.

A vantagem é que, em uma organização que tenha 5 servidores SQL Server e 40 usuários, por exemplo, ela vai precisar licenciar  5 Licenças do Servidor e as CALs de 40 usuários. Pois a CAL não está `atrelada` a nenhuma instalação específica. As CALs são válidas para os usuários (ou dispositivos) independente do banco onde o mesmo faça a conexão.

As CALs também são independentes da versão do SQL Server (32 ou 64 bits, Enterprise ou Standard), no entanto, o uso de aplicações que controlam o acesso através de Pooling ou outros mecanismos de software não reduz o número de CALs necessárias.

A versão Business Inteligence é disponível apenas neste modelo.

QUAL MODELO USAR ?

Depende. O modelo por Servidor/CAL é o modelo ideal quando se tem total controle sobre quais usuários/dispositivos irão acessar a base de dados. Quando este número for muito elevado, ou quando não for possível determinar (caso de sistemas com acesso externo/web) aí o modelo por core passa a ser a melhor alternativa.

De qualquer forma, sempre é interessante um levantamento das necessidades e comparativo de custos de cada uma destas formas.

RESUMINDO

* O modelo por Servidor/CAL é a melhor alternativa quando:

– O cliente consegue determinar quais usuários / dispositivos farão conexão;

– Este número é baixo o suficiente para que seja mais barato que licenciamento por core;

– O cliente possui várias bases / servidores com SQL Server instalado e um número limitado de usuários para conexão;

– O cliente pretende aumentar o número de instalações SQL Server com o tempo. Neste caso, bastaria adquirir licenças de Servidor adicionais e as CAL de acesso seriam re-aproveitadas.

 

* O modelo por Core é a melhor alternativa quando:

– O cliente não tem condições de determinar quantos usuários irão acessar o sistema (caso de sistemas web);

– Este número de usuários/dispositivos é muito alto;

 

Dúvidas ? silverio@siltechconsult.com.br

Sobre Silvério

DBA com mais de 18 anos de experiência no setor de TI. Experiência com Oracle, SQLServer, MySQL, Informix, Adabas, Unify, entre outras bases. Foco em Backup/Recovery e Performance Tunning nestes ambiente.
Esta entrada foi publicada em SQL Server e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a SQL Server: Licenciamento SQL Server 2012

  1. Pingback: SQL Server: Licenciamento em ambientes virtualizados | SilverioDBA

  2. Diana disse:

    nice post dude, keep it up.

  3. Estela disse:

    i am impressed by your work.

  4. Elenise disse:

    i like your post. great stuff and new ideas. so keep it up.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>